quarta-feira, 24 de junho de 2009

sábado, 20 de junho de 2009

estranho essa estrañeza

Como as coisas de comunicação são engraçadas..

eu agora adoraria escrever algo que ele lesse e pudesse compreender cada sentimento posto aqui, mas as barreir
as não o permitem. rsss
quiçá, se eu o ajude a vencê-las.


Ele diz que admira essa língua... a lingua que "não deveria ser falada, deveria ser sempre sussurrada, como um poema recitado em uma lingua morta".
E até imagina como seria, e me conta como seria.
seria doce talvez... (?)

E não sei o que o faz dizer [em uma língua quase desconhecida] que
tem coisas que não quer esquecer, coisas que nem as conheçe ainda.
Não sei o que o faz gostar tanto, o que nos faz gostar tanto.

Não sei como isso acontece, mas que acontece acontece. nem dá pra entender...
aliás, eu nem quero entender.


Queria entender apenas a sua língua, entender não só para me expressar, queria entender tua língua (com as peculiaridades de sua escrita tão pessoal), entender o que diz nas entrelinhas.


e no entanto eu adoro aquela forma dele escrever, adoro as palavras esc
olhidas, como que por acaso e por adivinhação, adoro sem nem mesmo entender.
Ou será que entendo?


Agora me peguei na dúvida.

O que tu acha, meu querido Nniamm?

...

E por falar em "estranho";
te estraño.

Acho que isso você entenderá. :)


Agora vou tentar escrever em uma linha algo que voce possa ler e sentir.

te admiro por dos días y muchos más por delante, mismo de larga distancia.


Um abraço para você...

E um Caio F. Abreu para minha pessoa..


"O que tem me mantido vivo hoje é a ilusão ou a esperança dessa coisa, "ess
e lugar confuso", o Amor um dia. E de repente te proíbem isso. Eu tenho me sentido muito mal vendo minha capacidade de amar sendo destroçada, proibida, impedida"

quarta-feira, 10 de junho de 2009

Também

e ainda por cima, ele também amava!
ah... e como amava!!


Confissão

esperando pela morte
como um gato
que vai pular
na cama

sinto muita pena de
minha mulher

ela vai ver este
corpo
rijo e
branco


vai sacudi-lo e
talvez
sacudi-lo de novo:

“Henry!”


e Henry não vai

responder.

não é minha morte que me

preocupa, é minha mulher
deixada sozinha com este monte
de coisa
nenhuma.

no entanto,
eu quero que ela
saiba
que dormir
todas as noites
a seu lado

e mesmo as
discussões mais banais
eram coisas
realmente esplêndidas

e as palavras
difíceis
que sempre tive medo de
dizer
podem agora
ser ditas:

eu
te amo.

Buk.

terça-feira, 9 de junho de 2009

"Algum dia eu ainda irei compor uma música que explique o que é fazer amor com 25.000 pessoas durante um show e depois voltar para casa sozinha."

J.J.
.

sábado, 6 de junho de 2009

09/05

H. Cartier Bresson


é incrível como as coisas são assim...
e como você combina do meu lado.

09.05.09
Chacal.
Suzanne Valadon By T. Lautrec


"Os corações também se gastam"

P. Paixão.

Entendeu?


Te vejo perdendo-se todos os dias entre essas coisas vivas onde não estou. Tenho medo de, dia após dia, cada vez mais não estar no que você vê...


Caio F.

Mocidade independente


Pela primeira vez infringi a regra de ouro e voei pra
cima sem medir mais as conseqüências. Por que
recusamos ser proféticas? E que dialeto é esse para
a pequena audiência de serão? Voei pra cima: é
agora, coração, no carro em fogo pelos ares, sem
uma graça atravessando o Estado de São Paulo, de
madrugada, por você, e furiosa: é agora, nesta
contramão.

Ana C.

terça-feira, 2 de junho de 2009

manual para uma vida extra-ordinária


Bardot / 1960

Vá á guerra

não guarde para si cada suspiro
que finaliza o maldito prazer;
não seja A agradável,
seja A maldita,
mas tb maldiga;
dê asas a volúpia,
à fermentação da transgressão;
seja louca, mas não de amor,
e sim louca da vida;
acenda velas ao velho safado,
depois recite o melhor do velho Buk para sua mãe;
Mas no fim, saiba:
a vida pode ser muito mais que pequenos, pervertidos e sujos
pensamentos íntimos;
ela pode ser ordinariamente bem vivida.

À B.B.

have a good time



Alone (Henri Toulouse-Lautrec)


felicidade, dá e passa;
saudade, dá e passa;
dor, dá e passa;
tristeza, dá e passa;
vontade, dá e passa;
amor (nem sempre), dá e passa;
mas se o caso é paixão;
dê e passe.
e have a good time.

ou até a uva passa te passa por cima.

Afinal tudo passa nessa vida; as cores, as dores e os amores.

Porém, abraço, também dê e passe.