segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Clareou




E o que eu mais gosto no meu novo lar, é a luz do dia, a luz do sol que adentra por minhas janelas (ainda sem cortinas) e invade cada cômodo por inteiro.
Logo eu que sempre tive em meus lares tão poucas opções de luz, era sempre ter que abrir a janela (pela qual entrava um vento frio de gelar tudo) para que pudesse assim ter minha vida e meu quarto cheio de luz...
Pensando bem, talvez seja isso a causa da minha melancolia na adoslecência....cidade fria, cômodos bem fechados, portas e janelas que nunca se abriam...
E então ficava um tom melancólico na casa... transportei isso para mim.
Talvez seja a falta de luz em tudo que vivi até hoje que me faz gostar tanto de tanta luz... Talvez essa luz tenha chagado junto com a pessoa mais iluminada que conheci.
Talvez essa luz que entra em minha casa seja o reflexo dos seus olhos que chegam atém mim.

É um clarão que de repente, me faz acordar às 5 da manhã e olhar (esforçadamente) para o relógio, porque o sol chega veemente em meus olhos desarmadas, e ver que ainda não é hora de levantar...
Poderia ficar com raiva, mas apenas viro de lado, a ponto de não ter o sol nos meus olhos e viajo nas nuvens brancas e no céu tão azul do dia que se anuncia sobre meus olhos...
Viajo nas formas, nas cores e no calor que o sol me trás todos os dias.... viajo, contemplo esse céu até adormecer novamente....
é um clarão que me faz esparramar almofadas no chão e me deitar, no fim de tarde sob o sol e sobre o chão pra sentir a energia que me foi entregue durante todo o dia...
Um clarão que as vezes e faz fechar os olhos.... me privando de ver o azul se mesclar com o branco, como numa fábrica de algodão doce... aos poucos, lentamente, vai misturando, tomando forma...

São tantas janelas, janelas abertas, sempre abertas!
é tanta luz, que me enche os olhos...

Nem sei se preciso mesmo de cortinas...

Um comentário:

e.m disse...

Desde que me mudei passei a dormir sem cortinas. Gosto da claridade no quarto, faz-me levantar cedo, sem muita preguiça. No inverno o sol não batia na janela do meu quarto. Agora ele esquenta sempre uma parte da minha cama. Mudo de posição e puxo uma cortina branca. Agora uso, mas continua claro o quarto. Ainda assim, penso se preciso de cortinas...