terça-feira, 17 de novembro de 2009

Nunca disse

Eu falava, falava, falava...
(como raramente faço)
contava fatos, dava opiniões (!), dividia histórias;
e no entanto, falava sozinha.
E quando eu comento sobre meu monólogo tardio,
por fim, ela me fala algo e diz;
"Tu é muito carente... puta que pariu!"
Mais nada.

Ok...Novamente vou apenas me contar as coisas, minhas coisas, meus segredos.
Vou deixar tudo de mim, para mim mesma;
até me preencher de carinho próprio, histórias tristes e felizes, sorrisos, angústias...

Afinal, isso só interessa aos carentes;
(carentes de carinhos, afetos, palavras, sorrisos...?)
e se eu estou nesse barco; azar o meu!
No entanto, não é por isso que vou afundar.

E ainda sim, perdão; mas nunca disse que não era carente....


Maya Deren

2 comentários:

e.m disse...

psiu, aqui o link

http://rapidshare.com/files/308449241/Ayub_Ogada_-_En_Mana_Kuoyo.rar.html

espero q funcione. upei hj.

e.m disse...

ah, nunca deixe de participar da vida social. Reconhecer os espaços é dar sentidos aos lugares que frequentamos. É bom estar ao lado das pessoas... até mesmo pra aprender a aborrecer-se!